Artigo convidado

Artigos publicados no Volume 34, Número 2


Proteção de cultivares de hortaliças no Brasil: um estudo do caso com pimenta
Protecting vegetable cultivars in Brazil: a chili pepper case-study research
Samy Pimenta; Rosana Rodrigues; Cláudia P Sudré; João GT Moraes; Cíntia S Bento; Artur M Medeiros

ABSTRACT



In all countries, members of the UPOV (Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales), of which Brazil is a signatory, to protect a new plant variety is necessary to carry out DUS (Distinctness, Uniformity and Stability) tests. DUS testing for Capsicum spp. is based on 48 descriptors, which involve qualitative and quantitative traits, observed from germination to fruit harvest. This paper describes the performance of DUS tests on lines of chili peppers, which are candidates for protection; we discuss the main aspects related to operational difficulties, the relevance of some descriptors for the protection process and highlight the importance of protecting new plant varieties as national intellectual property. Four C. annuum var. annuum recombinant inbred lines were tested. The Capsicum Breeding Program of the Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro developed the lines, which are resistant to bacterial spot. They were tested under greenhouse conditions from June to November 2013; and from January to July 2014 in Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro State, Brazil. The ‘Jalapeño M’ commercial genotype was used as control and treatments were arranged in a randomized block design with seven plants per plot with five replications. Besides the 48 descriptors, stipulated by legislation for Capsicum DUS testing, we included a descriptor for bacterial spot resistance. The descriptors that enabled distinction varied with each line. Although being distinctive for some descriptors, L1 and L2 lines were neither homogeneous nor stable. L6 and L8 recombined lines were characterized by homogeneity and stability. Fruit shape, capsaicin presence, number of days for flowering and bacterial spot resistance were descriptors that allowed for differentiation between treatments. In conclusion, the L6 and L8 recombined lines met the DUS test requirements; therefore, they may be subjected to the protection process with the Brazilian Ministry of Agriculture, Livestock and Food Supply.

Keywords: Capsicum annuum, intellectual property, DUS test, bacterial spot resistance, agribusiness innovation.


RESUMO


Em todos os países, membros da UPOV (Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales), da qual o Brasil é signatário, para que uma nova cultivar tenha sua proteção efetivada, é necessária a realização de testes de DHE (Distinguibilidade, Homogeneidade e Estabilidade). O teste de DHE para Capsicum spp. é baseado em 48 descritores, envolvendo caracteres qualitativos e quantitativos, observados desde a germinação até a colheita dos frutos. Neste trabalho descreve-se a execução de ensaios de DHE com linhagens de pimentas, candidatas à proteção, discutem-se os principais aspectos relacionados às dificuldades operacionais, a relevância de alguns descritores para o processo de proteção e aborda-se a importância da proteção de cultivares como propriedade intelectual para o País. Quatro linhagens de C. annuum var. annuum resistentes à mancha bacteriana desenvolvidas pelo Programa de Melhoramento Genético de Capsicum da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro foram testadas em casa de vegetação nos períodos de junho a novembro de 2013 e janeiro a julho de 2014, em Campos dos Goytacazes-RJ. A cultivar Jalapeño M foi utilizada como testemunha. Os tratamentos foram distribuídos em delineamento de blocos ao acaso, com cinco repetições e sete plantas por parcela. Além dos 48 descritores estipulados pela legislação para o DHE em Capsicum, incluiu-se um descritor para a resistência à mancha bacteriana. Os descritores que permitiram a distinção variaram para cada linhagem. Apesar de serem distintas em alguns descritores, as linhagens L1 e L2 não foram homogêneas e estáveis. As linhagens L6 e L8 se caracterizaram pela homogeneidade e estabilidade. Entre os descritores que permitiram a distinção entre os tratamentos estão o formato do fruto, a presença de capsaicina, o número de dias até o florescimento e a resistência à mancha bacteriana. Ao fim, as linhagens L6 e L8 atenderam às exigências de DHE e poderão ser submetidas ao processo de proteção junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Palavras-chave: Capsicum annuum, propriedade intelectual, ensaios de DHE, resistência à mancha bacteriana, inovação no agronegócio.

Artigos publicados no Volume 34, Número 1

 

*Uma revisão das geminiviroses em hortaliças e outras culturas: situação atual e estratégias de manejo
*A review of geminivirus diseases in vegetables and other crops in Brazil: current status and approaches for management
Alice K Inoue-Nagata; Mirtes F Lima; Robert L Gilbertson


ABSTRACT

Insect-transmitted viruses cause some of the most damaging and economically important diseases of crop plants, especially in tropical and subtropical regions. The geminiviruses, a group of single-stranded DNA viruses with unique twined icosahedral virus particles, are responsible for many of these diseases. Of particular importance are the geminiviruses transmitted by whiteflies (Bemisia tabaci), which are in the genus Begomovirus. This is the largest genus of plant viruses (in terms of number of species), and some are responsible for devastating diseases in vegetable and fiber crops throughout the world. This review presents the current understanding of begomoviruses, the diseases they cause, and approaches for disease management. An emphasis is placed on the most important begomovirus diseases in Brazil, which are those that affect common bean and tomato. However, because of the wide host range of the vector and the genetic flexibility of begomoviruses, these diseases pose a threat to many other crops. Therefore, the current situation with begomoviruses that infect okra, pepper, potato, sweet potato and soybean in Brazil is also discussed.

Keywords: Bemisia tabaci, begomovirus, golden mosaic, integrated pest management, whitefly.

RESUMO

Os vírus transmitidos por insetos causam algumas das doenças mais severas e economicamente mais importantes em culturas agrícolas, especialmente em regiões tropicais e subtropicais. Os geminivírus, um grupo único de vírus de DNA de fita simples com partículas icosaédricas e geminadas, são responsáveis por muitas dessas doenças. De particular importância são os geminivírus transmitidos por moscas-brancas (Bemisia tabaci), que pertencem ao gênero Begomovirus. Esse é o maior gênero de vírus de plantas (em termos de número de espécies), sendo que alguns dos begomovírus causam inúmeras doenças devastadoras em hortaliças e plantas produtoras de fibras em todo o mundo. Esta revisão apresenta o conhecimento atual sobre os begomovírus, as begomoviroses e as estratégias de manejo dessas doenças. Ênfase é colocada nas principais begomoviroses que ocorrem no Brasil, que são aquelas que afetam o feijoeiro e tomateiro. Entretanto, devido ao amplo círculo de hospedeiros do vetor e da flexibilidade genética dos begomovírus, as begomoviroses representam ameaças a diversas culturas. Assim, discute-se também a situação atual das begomoviroses em batata, batata-doce, pimenta, quiabo e soja no Brasil.

Palavras chave: Bemisia tabaci, begomovírus, mosaico dourado, manejo integrado de pragas, mosca-branca.

Registro e proteção de olerícolas no Brasil, período de 1998 a 2014
Registration and protection of vegetables in Brazil between 1998 and 2014
Gisely P Gomes; Leandro SG Azeredo; Alline Sekiya; Milena P Euzebio; Renata R Robaina; Caillet D Marinho


RESUMO

O presente trabalho teve como objetivos realizar um amplo levantamento do número de registros e proteções de diferentes espécies de oleráceas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e averiguar a participação de empresas públicas e privadas. Para tanto, foram selecionadas 34 olerícolas de importância econômica e social, sendo essas divididas em tuberosas, herbáceas e frutos. Os dados para estudo foram obtidos a partir do banco de dados do registro nacional de cultivares (RNC) e do serviço nacional de proteção de cultivares (SNPC), disponível em tempo real no site do MAPA. A pesquisa foi realizada entre o período de 1998 a 2014. Foram constatados 7174 registros e 147 proteções, sendo as culturas do tomate, Capsicum spp. (pimentões e pimentas), alface e melão com maior número de registros, enquanto para a proteção foram batata e alface. Em relação à participação de instituições privadas e públicas no RNC e SPNC verificou-se um predomínio acentuado das instituições privadas, com 93,23 e 87,75%, respectivamente. O setor público obteve 226 registros e 18 proteções, sendo a Embrapa o destaque, com 57,52 e 72,22% dos registros e proteções, respectivamente. As parcerias público-privadas tiveram pouca contribuição na geração de novas cultivares. Esse resultado constata a falta de integração entre o setor público e privado, que deveriam atuar, em maiores proporções, conjuntamente, para a conquista de avanços tecnológicos.

Palavras-chave: Melhoramento de plantas, sementes, registro nacional de cultivares (RNC), serviço nacional de proteção de cultivares (SNPC).

ABSTRACT

This study aimed to realize a broad survey of the registry and protection numbers concerning different vegetables species in the Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento - MAPA (Brazilian Ministry of Agriculture, Livestock and Food Supply) and to investigate the participation of public and private institutions. Therefore, 34 vegetable crops of economic and social importance were selected, these being divided into tuberous, herbaceous (leaves, flowers and stems) and fruits. Data for the study were obtained from the Registro Nacional de Cultivares - RNC (Brazilian National Register of Cultivars) and the Serviço Nacional de Proteção de Cultivares – SNPC (Brazilian National Service of Plant Variety Protection), available in real time the MAPA site. The survey was carried out between 1998 and 2014. We verified 7174 registry and 147 protections, tomato, Capsicum spp. (sweet and chili peppers), lettuce and melon presenting the highest number of records, while the potato and lettuce had the highest protection numbers. In relation to the participation of private and public institutions in the RNC and SPNC, there was a marked predominance of private institutions was observed, with 93.23 and 87.75%, respectively. The public sector obtained 226 registries and 18 protections, Embrapa (Brazilian Agricultural Research Corporation) being highlighted with 57.22 and 72.22% of the registries and protections, respectively. Public-private partnerships have had little contribution in the generation of new cultivars. This result finds the lack of integration between the public and private sector, which should work in greater proportions jointly for achieving technological breakthroughs.

Keywords: Plant breeding, seeds, national register of cultivars (RNC), national service of plant variety protection (SNPC).


Artigo publicado no Volume 32, Número 3

 

Nutrição mineral de hortaliças: horizontes e desafios para um agrônomo
Mineral nutrition of vegetable crops: horizons and challenges for an agronomist
Paulo CR Fontes

  

Artigo publicado no Volume 32, Número 1

 

Levantamento de espécies da família Orchidaceae em Botucatu: potencial ornamental e cultivo

A survey of species of Orchidaceae family from Botucatu, São Paulo state, Brazil: ornamental potential and cultivation

Jean C Cardoso

 

Ação da matéria orgânica e suas frações sobre a fisiologia de hortaliças

Action of organic matter and its fractions on vegetables physiology

Daniel B Zandonadi; Mirella P Santos; Leonardo O Medici; Juscimar Silva

 

Artigo publicado no Volume 30, Número 4

 

Technology roadmapping, uma alternativa no delineamento da pesquisa agropecuária e sua aplicação na cadeia de cenoura
Technology roadmapping, an alternative for designing agricultural research and its application on the carrot chain
Silvia S Onoyama; Giovani O Silva; Márcio BG Cota Júnior; Lin C Cheng; Carlos A Lopes; Jairo V Vieira; Marcia M Onoyama; Nirlene J Vilela

 

 

 

 

 

 

Additional information